news

Category

  • Território Transitório (In English)

    Click here to download press release in English 

    Sé presents
    Thiago Szmrecsányi in 
    Território Transitório

    On November 8, 2015, Sé will present the exhibition Território Transitório (Transitory Territory) by Thiago Szmrecsányi. The show will feature a selection of multiples, sculptures and installations created since the 1990s in New York, where the artist lives and works. After a while without showing in Brazil, the artist returns with artworks produced mostly from materials found on the streets, or rejected by other artists with studios in the same building as his, in the Lower East Side.

    In his attempt to reveal the multiple contexts and spaces which he inhabits, Thiago Szmrecsányi inserts everyday matters in his artistic process. As a result, he transforms discarded utilitarian objects through a series of actions that challenge the functional purpose of the materials, the way in which they operate and how they are made. In his re-articulation of the materials, he proposes alternative ways of being, seeing, or making.

    By provoking the relationship with space, in I Handle (2012) he utilizes car seat upholstery, steel cables and suspenders; Mutatis Mutandis (2014) employs automotive parts and photocopies; in Common Thread(2012) he incorporates canvas stretchers and hardware. According to Szmrecsányi, “this proposed perspective of a new order is never fully realized in my work. My preference for the simple, quick and direct, and an emphasis on the process make most of my actions contingent and temporary.”

    In accessing his work, the viewer can “enter uncertain territory, or yet, a two-way street, where a faster and flexible new order contrasts with the used, abused, almost wasted, though still long-lasting and recognizable things.”

    For Szmrecsányi, to exhibit in São Paulo again after a while, and especially at Sé, made the artist consider the internal spaces and the gallery’s location in relationship with the pulsating rhythm of its surroundings. Using materials sourced from the streets, he was inspired by Praça da Sé (Sé Square) as a representative exhibition space. Both gallery and square “also work in cycles of marketing and selling of ideas and products ... As transitory territories.”

    Opening

    November 8, 2015 – from 12pm to 5pm

    Visiting hours

    November 8 - December 19, 2015
    Tuesdays through Fridays from 11am to 7pm Saturdays from 12pm to 5pm 

  • Território Transitório (Em Português)

    Clique para baixar o release em Português

    Sé apresenta
    Thiago Szmrecsányi:
    Território Transitório

    A partir do dia 8 de novembro, a Sé apresenta Território Transitório exposição de Thiago Szmrecsányi. A mostra exibirá uma seleção de múltiplos, esculturas e instalações realizados desde a década de 90 em Nova York, onde o artista reside e trabalha. Há muito sem expor no Brasil, o artista retorna com obras produzidas, em sua maioria, a partir de materiais encontrados na rua, ou rejeitados por outros artistas com ateliês no mesmo prédio que ele, no Lower East Side.

    Em sua busca de dar visibilidade aos múltiplos contextos e espaços que habita, Thiago Szmrecsányi insere questões do seu dia-a-dia no seu processo artístico. Transforma, assim, objetos utilitários descartados através de ações que desafiam tanto o propósito funcional dos materiais quanto a maneira em que operam. Através de novas resoluções formais também questiona como são produzidos. Em sua re-articulação dos materiais propõe maneiras alternativas de ser, ver, ou fazer.

    Provocando as relações com o espaço, em I Handle (2012), utiliza estofamento de automóvel, cabos de aço e suspensórios; Mutatis Mutandis (2014) emprega autopeças e fotocópias; em Common Thread (2012) incorpora chassis de tela e ferragens. Segundo Szmrecsányi “esta proposta de uma nova ordem nunca se realiza completamente. A preferência pelo simples, rápido e direto, enfatizando o processo torna a maioria das minhas ações contingentes e temporárias.”

    O público, ao acessar seu trabalho, pode “entrar em um território incerto, ou ainda, em uma via de mão-dupla, onde uma nova ordem mais rápida e flexível contrasta com as coisas usadas, abusadas, quase desperdiçadas, embora ainda duradouras e reconhecíveis.”
    Para Szmrecsányi, voltar a expor em São Paulo após muito tempo, e principalmente na Sé, fez o artista querer considerar os espaços internos e a localização da galeria em relação ao ritmo pulsante de seu entorno. Com materiais reaproveitados das ruas, inspirou-se na Praça da Sé como espaço expositivo-modelo. Tanto galeria como praça “funcionam também em ciclos de divulgação e de venda de idéias e produtos... Como territórios transitórios.”

    Abertura

    08.11.2015 - 12 às 17h

    Visitação

    10.11.2015 - 19.12.2015
    terças, quartas, quintas e sextas das 11 às 19h sábados das 12 às 17h